Notícias

Major Araújo o verdadeiro defensor dos militares inativos de Goiás

A HISTÓRIA NOS MOSTRA O VERDADEIRO DEFENSOR DOS MILITARES INATIVOS DESDE O ANO DE 2005 (MAJOR ARAUJO), LEIAM!!!!

            Fazendo uma pesquisa acurada nos arquivos da Associação dos Oficiais, descobri dois documentos que vem a comprovar a luta de um militar destemido em prol dos interesses coletivos das nossas Corporações (Policia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Goiás), em especial dos inativos que tanto fizeram para que as duas instituições pudessem alcançar  tamanha importância dentro do contexto institucional do nosso Estado em defesa da nossa Sociedade goiana, por isso tenho o dever de externar aos leitores militares ou não que existe uma voz que sempre defendeu os militares inativos desde o ano de 2005, como comprovo através dos documentos que irei transcrever.

             No dia 09 de maio do ano de 2005, foi recebido pelo então Capitão Araújo  Presidente da ASSOF, o Ofício de n 18-2005 do Gabinete do Secretário da Segurança Pública e Justiça – Jônathas Silva com o seguinte teor:

“Ilustrissimo Senhor Júnio Alves Araújo – Presidente da Associação dos Oficiais da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás – Nesta – Assunto: Solicita sugestões sobre a implantação do Programa de Participação em Resultados. Senhor Presidente, É intenção desta Pasta criar, a exemplo do já existente no âmbito da Secretaria da Fazenda, um Programa de Participação em Resultados, através de uma gratificação a título de incentivo funcional, de caráter específico, periódico e não incorporável aos proventos da inatividade, em benefício dos policiais (civis e militares e bombeiros militares).

         Para tanto, deverá servir como parâmetros o art. 6, da Lei n 13.547-1999 e o Decreto 5.444-2001, bem como a Instrução de Serviço n 08, de 05-05-2005-SEFAZ, com as devidas adaptações às funções policiais e de socorro, mesmo reconhecendo as dificuldades de se estabelecer índices e pontuar ações subjetivas como a prevenção da criminalidade.

      Isto posto, venho solicitar a Vossa Senhoria sugestões a serem encaminhadas a este Gabinete, a fim de encaminhar minuta de anteprojeto de lei ao Excelentíssimo Senhor Governador do Estado nesse sentido, visando reconhecimento àqueles que se destacarem em eficiência nos serviços de sua competência legal. Atenciosamente, Jonathas Silva – Secretario da Segurança Pública e Justiça.”

      O verdadeiro defensor dos militares inativos (Major Araújo) de forma contundente respondeu ao então Secretário Jônathas Silva, através do Ofício n 056-2005, datado de 06 de junho de 2005, tendo a seguinte resposta:

“Excelentíssimo Senhor, em resposta ao Oficio Circular 018-2005, oriundo desta Secretaria, esta Associação dos Oficiais não tem interesse na implementação de qualquer gratificação não incorporável, uma vez que este fato não resolve o problema vencimental das Corporações PM e CBM. Este tipo de gratificação não contempla os oficiais em sua totalidade, principalmente os da INATIVIDADE que também sofrem com a defasagem salarial. Nem mesmo os oficiais da ativa seriam todos contemplados, o que geraria, mais uma vez novas distorções salariais.

Sendo assim, esta associação sugere que não seja implementada tal gratificação, estando disposta a discutir qualquer proposta de gratificação incorporável. Atenciosamente, Júnio Alves Araújo – Cap QOPM – Diretor Presidente da ASSOF.”

Se no ano de 2005 o senhor Major Araújo já tinha uma postura contrária sobre aumento salarial diferenciado dentro das Corporações, a Secretaria através do seu titular traz novamente  a criação do BÔNUS, que não contempla a grande maioria dos militares ativos e tão pouco os inativos. Tenho certeza que novamente o nosso Deputado Major Araújo  não irá calar diante dos ditames daqueles que não valorizam quem construiu a verdadeira história de suas Corporações.

 José Ferreira Barbosa –  (Primeiro Tenente Bombeiro Militar de Goiás do Quadro de Oficial da Administração (QOA), Graduado em Letras Pela UEG, Pós Graduado em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Darwin de Brasília-DF, Diretor de Comunicação Social – Eventos e Esporte da Associação dos Oficiais da Polícia e Bombeiros Militares de Goiás).

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo